ATENDIMENTO 24H COM HORA MARCADA | ATENDIMENTO EM DOMICÍLIO

GRIPE

Cuidados no inverno

Muito semelhante á gripe humana, a gripe canina (Traqueobronquite infecciosa) é altamente contagiosa e pode ser transmitida por contato direto com cães infectados, secreções respiratórias e por contato com objetos contaminados. Quando o proprietário tem mais de um cão e um deles contrai a gripe, todos os outros acabam ficando doentes. Ao notar que um dos animais está doente, deve-se isolá-lo dos outros, não compartilhar brinquedos, vasilhas e nem os alimentos.

Em filhotes e animais mais debilitados, o quadro pode evoluir para uma pneumonia e levar oa óbito. Porém são poucos os cães que morrem em decorrência da gripe canina. Cerca de 80% deles se recuperam bem. Por isso, é importante que o proprietário leve o pet ao médico veterinário para que o diagnóstico e tratamento sejam feitoscorretamente. Além disso, mantê-lo protegido é fundamental.

É uma doença de ocorrência típica nas épocas de frio e em locais com grande aglomeração de animais. Causada por um ou mais agentes, dentre eles dois tipos de vírus e uma bactéria, se alojam nas vias aéreas dos animais. O principal sintoma observado é a tosse seca, podendo ocorrer secreção nasal, febre, falta de apetite. A melhor forma de conferir proteçã aos animais é por meio da vacinação específica para a doença.

Rinotraqueíte e Calicivirose felina (Complexo Respiratório Felino): apresentam maior incidência em locais com alta densidade de animais ou nas estações masi frias, pelo contato muito próximo e facilidade de disseminação. Os sintomas observados são: secreção nasal e ocular, febre, espirros, apatia, ceratoconjuntivite (rinotraqueíte), úlceras na mucosa oral (calicivirose). A maneria mais eficaz de proteção se dá vacinação específica para gatos, conhecida como tríplice (V3), quádrupla (V4) ou quíntupla (V%), que além desses agentes englobam outros de importância para a espécie.

Outras enfermidades como a asma e a pneumonia, de ocorrência tanto em animais quanto em humanos, podem aparecer com maior frequência ou severidade do quadro clínico durante o inverno, pela queda brusca da temperatura. Quadros de asma são geralmente desencadeados por alérgenos ou fatores irritantes no ambiente como fumaça de cigarro e carro, poeira, pólen, aerossóis de vários tipos (sprays domésticos, perfumes), sendo os gatos ainda mais suscetíveis que os cães. Para os casos de pneumonia, podemos citar as infecções bacterianas, virais, fúngicas, por protozoários ou mesmo decorrentes se outras doenças que levam a queda de imunidade do animal.

Vale reforçar que as vacinas são importantíssimas para manter o animal saudável durante o ano todo e principalmente contra doenças relacionadas à baixa temperatura como, pro exemplo, a gripe canina para os cães e rinotraqueite felina para os gatos, ambas são doenças respiratórias.

As doenças mais comuns nesse período são causadas por vírus e bactérias. Seus sintomas são espirros constantes, secreção no nariz e também nos olhos, apatia e falta de apetite são alguns sintomas de que algo não vai bem. Ao primeiro sinal de que o animal está doente é necessário consultar um veterinário.

Atendimento
24 horas
com hora marcada

É hora do veterinário?
Só se for com o Tio Matheus!